As histórias contadas pelas paredes de um pequeno hotel

24
Dez 09

 

 

 

Corpo de mulher, fogo ardente

Teu pescoço, teu peito quente.

 

Teu cabelo esvoaçante,

Faz de mim teu amante.

 

Deixa-me morder,

teus peitos delicados

meus olhos fechados,

teu leite beber.

 

Quero fogo, quero vento,

quero sentir-me aí dentro

ser teu corpo a minha morada,

tua imagem a minha amada.

 

Quero tudo e não quero nada.

Paixão desmedida, errada.

 

Eu sou fogo, tu és mar.

eu quero amor, tu só amar.

 

publicado por omeuhotel às 13:01

olaaaaaaaaa
Obrigada pela visita viuuuuuuuu
Me diz uma coisa , a diária desse seu Hotel é cara ?
hahaahahha
beijoooooooooo
Deusa a 24 de Dezembro de 2009 às 18:19

Olá, Deusa

Sabe que eu invejo toda essa sua alegria de viver?
Você é uma pessoa... bem com a vida?
Só pode ser.

E para si... as portas do hotel estarão sempre abertas.
Eu ofereço.

Um beijo grande para si
Silvio B.
Silvio B. a 25 de Dezembro de 2009 às 13:11

Olaaaaaa....
Espero que o seu dia esteja lhe sorrindo.
Meu querido adoro a Vida sim
Acho tudo uma linda Festa , basta olharmos sob esse prisma.
Eu sempre fui assim desse jeito meio irreverente, desde pequena o que muitos acham um "escândalo" ou quem sabe "imoral" vejo com olhos benevolentes.
Somos humanos cheios de dualidades assim como tudo que existe no planeta .
O equilíbrio disso tudo é que faz a Vida tornar- se Bela e Interessante.
Desejo à Voce um Dia Feliz
Um Abraço Apertado daqueles que a gente consegue captar a emoção no outro!
Deusa a 25 de Dezembro de 2009 às 13:52

Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
17
18
19

20
21

27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
2010

2009

Clientes que já aqui dormiram
click for free hit counter
Get a free hit counter here.
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO