As histórias contadas pelas paredes de um pequeno hotel

24
Dez 09

 

 

 

Corpo de mulher, fogo ardente

Teu pescoço, teu peito quente.

 

Teu cabelo esvoaçante,

Faz de mim teu amante.

 

Deixa-me morder,

teus peitos delicados

meus olhos fechados,

teu leite beber.

 

Quero fogo, quero vento,

quero sentir-me aí dentro

ser teu corpo a minha morada,

tua imagem a minha amada.

 

Quero tudo e não quero nada.

Paixão desmedida, errada.

 

Eu sou fogo, tu és mar.

eu quero amor, tu só amar.

 

publicado por omeuhotel às 13:01

Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
17
18
19

20
21

27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
arquivos
2010

2009

Clientes que já aqui dormiram
click for free hit counter
Get a free hit counter here.
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO