As histórias contadas pelas paredes de um pequeno hotel

06
Jan 10

 

 

Teu corpo é mel, doce veneno

em ti me perco, minusculo, pequeno,

Deusa dos meus sonhos e desejos.

 

És a cor do meu olhar,

a ternura do meu beijar,

Razão suprema do meu sentir.

 

Na noite - minha amante

em ti eulouqueço e adormeço

esqueço o fim e o começo,

quero ser só eterno - teu.

 

publicado por omeuhotel às 14:09

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
arquivos
2010

2009

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO